10
Jun
10

Aprenda a ser um líder e tomar decisões

Navegando pela net, achei esse texto falando sobre táticas usadas pelo Imperador Julius Caesar que podem ser aplicadas até hoje em ações de marketing. Assim como o livro “A arte da Guerra”, escrito com base em estratégias usadas antes de cristo por povos orientais, esse texto nos da uma idéia sobre liderança e como gerenciar negócios.

Também nos ensina que Julius Caesar não foi apenas inspiração para nome de salada.

Espero que gostem, porque demorou um pouco para traduzir tudo hehehe =P

———————————

10 coisas que Julius Caesar poderia ter nos ensinado hoje mesmo sobre negócios, marketing, liderança (e até mesmo mídia social).

Foram listados alguns ensinamentos de uma das mentes mais brilhantes de sua época, sendo considerado um Imperador a frente de seu tempo.

Aqui estão algumas respostas que poderiam ser dadas por ele:

1 – Seis centímetros de estratégia batem dois metros de força.

Os romanos conquistaram metade do mundo usando dardos e espadas, e ao contrário dos filmes, as espadas foram feitas para furar, não cortar. Diferente dos grandes machados bárbaros, a primeira vista os romanos não botavam medo, mas a diferença era a eficiência. Eles eram treinados para um ataque mortal.

Enquanto outros povos usavam armas medievais, longas e pesadas, os romanos usavam armas curtas e leves. Isso dava agilidade e velocidade no ataque, sem dizer sobre a economia de energia.

As vezes, a diferença entre sucesso e fracasso esta em quão bem pode ser usada uma ferramenta. Maior e melhor não garante eficácia em nada e se especializar em algumas ferramentas pode garantir uma vitória. Por isso nunca dispense treinamento e especialização, pois um funcionário bem treinado pode ser muito mais efetivo do que outros.

2 – As pessoas querem ser guiadas, não controladas.

Julius Caesar era considerado um herói, seguido por seu exército em todos os lugares, era aclamado pelo povo. Isso acontecia porque ele guiava a vitoria e conquista.

Depois que voltou a Roma após desafiar Pompey, Julius tentou virar um ditador, controlando as pessoas, trocando a liderança pelo controle. Ele chegou a uma situação onde o povo de Roma e os senadores não seguiam mais suas ideologias e com isso perdeu aliados.

Por isso foi assassinado por um grupo de senadores, como exemplo para futuros candidatos a ditador, mostrando que: liderança = bom, controle = ruim.

3 – Eu vim, eu vi e eu conquistei.

  • Todo mundo ama um ganhador. Os ingredientes para a liderança são: coragem, visão e inteligência, mas você tem que provar a todo tempo que é um vencedor. Vitórias trarão coisas sobre o que falar. Derrotas mostrarão que você deve parar de falar e trabalhar mais.
  • Ser breve traz clareza. Só não traz tanta clareza como “vim, vi, conquistei”, mas dá espaço o suficiente para o mundo do Twitter fornecer um link para um artigo completo.

4 – A experiência é a professora de todas as coisas.

Livros são essenciais, mas em algum momento você tem que fazer as coisas, executar, iniciar um negócio, participar do mercado, ultrapassar competidores, recrutar as melhores mentes. Tem que criar uma nova cultura de consumo, arrumar algum problema, parar o vazamento de óleo, rejuvenescer sua marca. Tem que arregaçar as mangas e descobrir o que funciona e o que não funciona.

Julius aprendeu a ser um soldado lutando lado a lado com legiões romanas. Ele bebeu a mesma bebida, comeu o mesmo alimento, marchou e sangrou como todos. Se ele não tivesse essa experiência ele não seria o líder que foi. “A experiência é a professora de tudo”.

As sutilezas adquiridas com triunfos são a melhor educação teórica. Os livros darão um começo, mas 90% do resto se conquista trabalhando duro. Não existe atalho, se você não consegue aprender uma atividade lendo um livro, certamente você não conseguirá iniciar um negócio.

Esqueça os certificados que conquistou. Até mesmo aquelas palestras especializadas. O único jeito de se tornar bom em alguma coisa é fazer, refazer e fazer novamente, até se tornar algo natural.

5 – Covardes morrem muito antes de sua morte de fato.

Seja forte, se imponha, mostre do que é capaz e eficiente. Toda vez que você se esconde, não fala em uma reunião ou deixa um idiota qualquer do trabalho levar os créditos do seu esforço, você constrói uma casa com falhas, com tijolos fracos.

Vencer, obter sucesso, ganhar uma competição não ocorre sendo defensivo. Toda vitória é uma sucessão de riscos e decisões corajosas. Da mesma forma que a derrota é uma sucessão de ações tomadas com medo.

A mesma coisa acontece na internet. Se você quer que seu blog ou Twitter sejam ouvidos, mostre coragem e imponha suas convicções. Expresse suas opiniões, você vai discutir e algumas vezes perder alguns pontos, mas é melhor do que ficar escondido, sem receber a pressão que lhe fará repercutir e crescer.

Não fique intimidado, sua opinião tem o mesmo peso do que as dos outros, seu ponto de vista é valioso. Ser criticado por alguns blogueiros não é o fim do mundo, é melhor saber quem são seus inimigos e aliados do que viver num mundo de desconfiança e medo.

6 – É melhor ser o primeiro em uma vila do que segundo em Roma.

Algumas pessoas ficam felizes só por estarem lá, outras por estarem entre os 5 melhores. Outras ficam a vontade em ser a segunda. Mas os verdadeiros líderes não ficam a vontade se não for no primeiro lugar. Essa personalidade não pode ser imitada ou interpretada. Isso se desenvolve, conquista. Bill Gates não estava feliz em ser um dos 20 melhores, por isso iniciou a Microsoft. Mesma historia com o Steve Jobs e muitos outros.

A mesma coisa acontece com empresas. Preferem ser a primeira no mercado, ser considerada a melhor. Não é questão de escolha. A questão é mais pessoal: Qual é a melhor escolha pra você?

Nota: inevitavelmente, no mundo das plataformas de mídia social, não existe segundo. Você é o primeiro em sua categoria ou esta a caminho da decadência. Nesse mundo, velocidade e escala são vencedoras.

7 – Não é o cabelo longo e volumoso desse homem que me assusta, e sim o aspecto pálido e faminto.

A competição é uma criança faminta, com uma idéia na cabeça, ambição e nada a perder.

Bill Gates e Steve Jobs começaram 30 anos atrás, criadores do Youtube a 5 anos. Quem serão os próximos? Quem surgirá faminto no mundo dos negócios?

Se você é um líder empresarial, não olhe para os competidores, olhe para as crianças com cérebros e visão para redefinir categorias e tornar coisas obsoletas.

Se você é uma dessas crianças, não deixe que os cachorros velhos te intimidem. Se você tem uma grande idéia, e acredita nela, lute por isso, defenda, mostre ao mundo do que você é capaz.

Nos negócios, meu dinheiro esta sempre nos novos lobos famintos e não nos velhos gordos que tiram uma soneca no sol.

8 – É melhor criar do que aprender. Criar é a essência da vida.

É melhor ser um pioneiro do que um eterno aprendiz. Quando Julius marchava para a guerra, ele não sabia o que encontrar, mas tinha uma visão do que seria e seguia seus ideais para conquistar um objetivo. Transformar visão em realidade.

Henry Ford teve uma visão, Bill Gates também, fundadores da constituição dos EUA e muitos outros vencedores que tiveram uma visão e acreditaram nela. É importante aprender tudo, mas mais importante ainda é botar em prática o que aprendeu. Contribuir, criar alguma coisa com valor. Mesmo que seja só um blog, um vídeo no Youtube, uma conversa no #chat, crie qualquer coisa.

9 – Peça tudo ao seu povo, mas os recompense como reis.

O homem que lutava ao lado de Julius Caesar e sobrevivia tinha uma aposentadoria segura e saudável. Nunca se esqueça das pessoas que trabalharam para você e ajudaram a chegar ao sucesso. Todo mundo que participou de sua trajetória de sucesso merecem uma recompensa melhor do que você pode oferecer. Executivos que tratam seus aliados com estupidez e arrogância são um posso de ignorância. Em contrapartida, executivos que tratam seus aliados com respeito e gratidão são vencedores. Se exceda e vá além do relógio de ouro como recompensa, você pode fazer isso.

O mesmo acontece com os leitores do seu blog e os seguidores no Twitter. Se eles compram o seu livro, ou vão ao seu Twitter para ver o que você escreve, ajudam de alguma forma, faça alguma coisa por eles, retribua. Forneça mais do que você recebe.

10 – E a sorte foi lançada.

Tome decisões e viva com elas, é simples assim. Uma vez tomada a iniciativa de começar um negócio, jogar, seguir um caminho, você esta comprometido. O tempo para dúvidas ou indecisões já passou. Mantenha o curso e encare a tempestade. É tudo o que se pode fazer.

Ser um líder não é para todos, precisa ser forte e ter nervos.

Se você falhar, admita isso, aprenda com os erros, se reconstrua das cinzas e comece de novo. Não precisa insistir no que você não pode alterar. Foque no que você pode mudar.

Quando você vence, reconheça o mérito de sua equipe e os recompense devidamente. Não pare e não descanse. Quando você esta vencendo é quando você deve continuar evoluindo, seguindo em frente.

Vencer é 100% do momento, nunca esqueça disso.

Vi tudo isso >> AQUI << … demorou um pouco para traduzir, espero que gostem!


5 Responses to “Aprenda a ser um líder e tomar decisões”


  1. 06/10/2010 at 5:16 pm

    Muito bom! Ótima visão do mundo empresarial através dos embates de Julius Caesar (Júlio César, estranho essa forma de falar).
    Bem, é um ótimo artigo, e como dizem é melhor ser “boca brava, que não ter boca para nada”.

    Um grande abraço

  2. 06/14/2010 at 1:18 pm

    Muito interessante o artigo. Saber liderar e motivar as pessoas é realmente um dom para poucos.

    Abraço!

  3. 3 Lucas
    06/14/2010 at 6:47 pm

    Li só começo e jah desisti ! O imperio romano veio antes da Idade Medieval ! lol melhor vc ir estudar historia!

    • 06/14/2010 at 7:13 pm

      Pois é Lucas, esse é o problema comum que sempre ocorre com leitores preguiçosos. Sempre lêem o primeiro parágrafo e já saem disparando críticas sem entender o contexto (mas as vezes acho, sinceramente, que não querem entender só para demonstrar inteligência ao discordar sobre algo).

      Como você mesmo disse, só leu até o começo e fez uma crítica sem fundamento, simplesmente porque não entendeu … vou explicar: o texto diz “enquanto outros povos usavam armas medievais, longas e pesadas, os romanos usavam armas curtas e leves.” Essa parte faz uma analogia entre as ferramentas usadas antigamente com a evolução trazida pelos romanos, com novas armas mais eficientes.

      Onde está escrito alguma coisa sobre romanos antes da idade medieval?
      Antes de eu começar a estudar história, sugiro que você estude compreensão e interpretação de texto, pois uma virgula (ou preguiça de ler) pode fazer a diferença.
      Não tenho problemas em receber críticas, desde que as mesmas sejam construtivas. Sempre agradeço e corrijo na hora.

      Só para constar, esse texto é uma tradução de um artigo escrito por um dos melhores profissionais em mídia social da atualidade.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


Calendar

June 2010
M T W T F S S
« May   Jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Pages

Marcel’s Twitter

Vote aqui!

Flag counter

free counters
Uêba - Os Melhores Links
Link-Me
20 Minutos
LinkLog
Blogs S/A
Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!
Colmeia: O melhor dos blogs

%d bloggers like this: