05
Jun
10

A verdade sobre o orgasmo / Orgasm’s truth

A verdade sobre o orgasmo

Robert Kinsey, em 1950, foi o primeiro cientista a estudar a sexualidade humana em detalhes. Uma vez comparou o orgasmo a “um crescente clímax de um súbito silêncio orquestrados por emoções humanas … uma explosão de emoções e jatos”.  Essa definição tem sido usada para descrever “uma coisa que é incrível”.

As mulheres podem ter dois tipos de orgasmos diferentes:

Pelo clitóris e o vaginal – as sensações são distintas por que envolvem um conjunto de nervos diferentes por todo o corpo humano.

O clitóris tem mais de 8.000 nervos diferentes enquanto o pinto (pau, kct, caralho, bráulio, palhacinho, etc) tem bem menos, por volta de 4.000.

É estimado que entre 24% a 37% das mulheres não conseguem chegar ao orgasmo.

Partes do cérebro que são estimuladas na hora do orgasmo:

  • Núcleo – que controla a dopamina.
  • Área ventral – libera a dopamina.
  • Glândula pituitária – libera beta-endorfina (que diminui dor), ocitocina (aumenta a confiança) e vasopressina (aumenta o contato).
  • Cerebelo – controla os músculos.
  • Amígdala – controla as emoções.
  • Córtex – responsável pelo controle das ações e razão se desliga literalmente.

Na verdade ninguém sabe o porque temos orgasmos.

Cientistas acreditam que desenvolvemos isso com a evolução (por exemplo, os mamilos masculinos).

Falando sobre mamilos, algumas pessoas conseguem chegar ao orgasmo apenas estimulando o local … algumas outras pessoas chegam ao orgasmo tocando outras partes, como pés e mãos … e o mais estranhos, algumas pessoas conseguem ter orgasmos estimulando áreas que não existem mais (em casos de amputados – esse tipo de orgasmo se chama “orgasmo não genital”).

E mais, se isso não foi estranho o bastante, se os nervos do sistema central da medula espinhal forem oxigenados e estimulados por pulsos elétricos, em teoria, pessoas mortas podem gozaaaaaaaaaar (só não podem perguntar: foi bom pra vc? Hehehehe).

É estimado que, durante toda a vida, um homem normal chega a gozar pelo menos 14 galões de esperma.

>> Sara Carmem sofre (sofre?) de “síndrome de excitação sexual”, que aumenta o fluxo do sangue e provoca orgasmos incontrolaveis.

Por causa disso, ela pode ter entre 150 a 200 orgasmos por dia.

A maior seqüência de orgasmos femininos registrados por um médico foram de 134 em uma hora.

————————

Mas nem todos os orgasmos são tãããããããããããão bons assim:

Quando um zangão acasala com a abelha rainha, o genital masculino explode e fica alojado, assim nenhum outro zangão pode acasalar com ela.

————————-

São registrados apenas duas espécies no mundo animal que acasalam por prazer, como os seres-humanos: os golfinhos e os orangotangos.

E por último, mas não menos importante, um porquinho comum pode ter orgasmos de 30 minutos eu disse triiiiinnnntaaaa (eita porquinho de sorte).

P.S: vi tudo isso >> AQUI <<


0 Responses to “A verdade sobre o orgasmo / Orgasm’s truth”



  1. Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


Calendar

June 2010
M T W T F S S
« May   Jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Pages

Marcel’s Twitter

Vote aqui!

Flag counter

free counters
Uêba - Os Melhores Links
Link-Me
20 Minutos
LinkLog
Blogs S/A
Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!
Colmeia: O melhor dos blogs

%d bloggers like this: